Blog Posts

Escapadinha de fim de tarde…

Num Fevereiro chuvoso, nada melhor que uma amena e soalheira tarde de Sábado, com ares tímidos de Primavera, para dar uma volta pela baixa do Porto! Com o entardecer a chegar rapidamente, o passeio é curto, pouco mais de uma hora. E sem temas predefinidos, fui fotografando o que me chamou mais a atenção, aproveitando a luz rasante que tudo modifica e realça o que, pouco tempo antes, parecia banal. Para estas curtas investidas, costumo utilizar os 2 corpos Pentax

Continuar a ler...

E a Costa Nova?!…

Confesso que já lá tinha estado há muitos, muitos anos. Mas quantos?… Lembro-me de ter lá ido num passeio de família numa tarde solarenga de Domingo, que usei a máquina que tinha na altura, a Pentax Super A e até experimentei uma lente que tinha recentemente comprado, a Sigma 400mm f/5.6. E lembro-me ainda de pensar que a melhor altura do dia para fotografar as casas da Costa Nova seria de manhã. Tinha de lá voltar!… Mas há quantos anos tinha

Continuar a ler...

Pentax K-1 II apresentada

Numa típica actualização para um modelo recente (a K-1 é de 2016), a Ricoh apresentou a Pentax K-1 II que sucederá a K-1. As alterações introduzidas na K-1 II podem parecer à primeira vista apenas de pormenor, mas não são, uma vez que a electrónica que está por trás da excelente imagem da K-1 é toda nova: introdução do “acelerador”, já visto na K-70 e KP, permite a K-1 II subir o patamar do ISO máximo para 819.200; introdução do

Continuar a ler...

A tal fugaz magia da luz…

Em fotografia de Natureza, por vezes temos a sorte de estar no lugar certo, à hora certa e munidos do equipamento certo. É verdade que a sorte se procura, mas, por vezes, por mais que tentemos, nem sempre conseguimos captar a imagem que idealizamos, pensamos ou sentimos. Há poucos dias tive a sorte de conseguir reunir, num só momento, tudo aquilo que é necessário para criar uma boa fotografia, ou para conseguir captar a tal fugaz magia da luz. O

Continuar a ler...

Regresso à pedreira…

O local escolhido para a sessão fotográfica de modelos merecia que reservássemos uma manhã para explorar todas aquelas texturas e cores. Tivemos uma manhã perfeita, com nuvens a filtrar a luz como se de um enorme difusor se tratasse. Não podíamos ter tido melhor sorte! Utilizei a Pentax 645D com a A* 300 f/4.0, a DA 25mm f/4.0 e, como não pode deixar de ser, a FA 120mm f/4.0 Macro. Todas as fotografias foram tiradas com a máquina no tripé,

Continuar a ler...

Outono na Nova Inglaterra – EUA

Não nego que as expectativas eram altas. Visitar, em meados de Outubro, a Nova Inglaterra “só” podia resultar em oportunidades fotográficas daquelas que apenas em sonhos nos atrevemos a…sonhar! Mas não! A meteorologia era semelhante à de Portugal nesta mesma altura, com temperaturas na ordem dos 25ºC, céu limpo e sem nuvens. Neste Outono muito tímido, a passagem para aquelas cores vivas e típicas estava ainda muito atrasada e encontravam-se com frequência árvores já a ficarem sem folhas e de

Continuar a ler...

Contrastes de Nova Iorque…

Um dos motivos fotográficos que mais me atraem em Nova Iorque é a coexistência de edifícios antigos (até à primeira metade do séc. XX) com os edifícios mais recentes (da segunda metade do séc. XX). Nestes contrastes encontramos as dualidades pequeno/grande, alto/baixo, novo/antigo, colorido/monocromático, luz/sombra, etc. que proporcionam bons motivos fotográficos. Procurei fotografar os edifícios antigos e relativamente baixos junto a edifícios recentes e altíssimos num autêntico duelo entre David e Golias. Os muito elaborados pormenores dos edifícios também me

Continuar a ler...

Interregno…

Apenas para vos dar uma satisfação pela ausência de publicações nas últimas semanas motivada por uma conjugação de factores que, uma vez ultrapassada, nos permitirão retomar a regularidade pretendida. Mas continuamos à procura daquela luz para fotografar o sonho! Sempre!…

Fotografando moda… numa pedreira!

Participei recentemente numa iniciativa muito interessante e desafiante: fotografia de moda numa pedreira! Todo aquele ambiente com texturas únicas permitiram enquadrar os modelos em fundos naturais surpreendentes. Em termos de equipamento utilizei a Pentax 645D e duas lentes de distância focal fixa: DA 25mm f/4.0 e FA 150mm f/2.8 (equiv. a 19,5mm e 120mm em 24×36 respectivamente). Se a escolha da 150mm f/2.8 é óbvia por ser “a” lente de retrato/moda por excelência para o sistema Pentax 645, já a

Continuar a ler...

Site Footer